| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

O Pão
Desde: 13/05/2002      Publicadas: 148      Atualização: 07/07/2004

Capa |  AGENDA  |  HEPATITES VIRAIS  |  LEGISLAÇÃO  |  PREVENÇÃO  |  TRANSPLANTE  |  TRATAMENTO


 AGENDA

  20/05/2004
  1 comentário(s)


Campanha de Hepatites em Santos

A Campanha de Divulgação da Hepatite C, bem como das demais Hepatites Virais, estará mantendo os tres postos avançados, fixos e itinerantes, até essa sexta-feira dia 21, bem como o pedágio, visitação em universidades e outras modalidades.

Nova pagina 1
 
Santos, 21 de Maio de 2004.

 
Nosso Site http://www.grupoesperanca.org.br
Nosso Email

grupoesperanca@hotmail.com

     Cnpj 03 966 089/0001-33   Utilidade Pública Municipal Lei 2096/03

 
A Campanha de Divulgação da Hepatite C, bem como das demais Hepatites Virais, estará mantendo os tres postos avançados, fixos e itinerantes, até essa sexta-feira dia 21, bem como o pedágio, visitação em universidades e outras modalidades.
 
Essas atividades, realizadas por funcionários da Secretaria Municipal de Saúde, agentes do Programa Municipal de Hepatites e voluntários da ONG Grupo Esperança, estão se iniciando às 07 hs da manhã (testagem sorológica nas 22 policlínicas e COAS) e terminando 01 h da manhã (panfletagem e orientação em bares e lanchonetes ao redor das universidades). A vacina da Hepatite B está sendo ministrada também em todas policlínicas até 16 hs.
 
A III Semana Municipal de Prevenção e Controle das Hepatites Virais (Lei 1990) está focando, além da divulgação, o teste sorológico para as hepatites A,B e C e a vacinação para a Hepatite B, com ênfase aos menores de 20 anos.
 
Vale ressaltar que a instituição por lei municipal (nº 2101) do Dia Municipal de Prevenção e Tratamento da Hepatite C ,que acontecerá todo dia 19 de maio de cada ano, foi pioneiro no Brasil, e que alguns municípios, a exemplo de Santos, também, através de suas ONGs e respectivos legislativos, estão implementando similares no calendário municipal.
 
Essa primeira edição em Santos, teve como programação na ultima quarta-feira, um ciclo de palestras na Universidade Monte Serrat - UNIMONTE, com cêrca de 300 participantes.
 
Uma encenação abordando as Hepatites, com o Grupo Teatral do IEPAS, deu início às atividades do dia.
 
A Profª Maria Otíllia Lanza, reitora da UNIMONTE, fêz um depoimento emocionante sobre a perda de seu esposo, em decorrência da Hepatite C, onde no histórico da luta do casal contra a enfermidade, retratou com propriedade a complexidade da Hepatite C e a necessidade do diagnóstico precoce, através do teste sorológico, pois hà onze anos, procuraram tratamento na Espanha, e os especialistas que os atenderam naquele país, já indicavam que "daqui há dez anos, a Hepatite C vai ser considerada a epidemia do século". Infelizmente tinham razão.
 
A seguir passou a presidir a mesa, o presidente do Grupo Esperança, Jeová Pessin Fragoso, que enfatizou a dependência da patologia para a questão laboratorial, em especial a de biologia molecular. 
Ineditamente noticiou, com muita esperança do estabelecimento de avanços nesse tópico, a visita de representantes da Secretaria Estadual de Saúde, ainda nesse mês de maio, para a implantação do laboratório de Biologia Molecular para as Hepatites B e C, no Hospital Estadual Guilherme Álvaro, referência nivel III de assistência, e que atende os nove municípios da DIR-XIX.
Tal notícia imbuiu muita esperança (e até mesmo causou euforia) aos portadores presentes, bem como os médicos que lhes assistem e demais profissionais da área que lhes atendem.
Também foi apresentada pelo represenante da ONG, palestra com o tema "A importância dos Grupos de Apoio".
 
O Dr. Ricardo Leite Hayden, coordenador do Programa Municipal de DST/Aids/Hepatites, em sua fala, fêz uma panorâmica geral das Hepatites Virais, e a importância dada à questão das Hepatites, quando da sua inclusão na estrutura que já havia no Programa de Aids do município.
 
Também compuseram a mesa, o Presidente da Sociedade Beneficência Portuguesa, vereador Ademir Pestana, o Dr. Flavio Farias, representando a DIR-XIX, o Dr. Evaldo Stanislau Araújo, coord. da area temática de Hepatites da Prefeitura de São Paulo e o Dr. Ivan Stefani, médico da Unimonte e colaborador na área de clínica geral do Grupo Esperança.
 
A platéia, além de diversos segmentos da sociedade, contou com a presença de médicos, dentistas e técnicos de enfermagem, de todas as unidades básicas de saúde (policlínicas), por deliberação do Secretário Municipal de Saúde, que fêz a abertura do evento.
 
O tema "Aspectos Epidemiológicos, de diagnóstico e tratamento para a Hepatite C", foi abordado pelo Dr. Evaldo Stanislau de Araújo, infectologista da FMUSP que resultou em uma pró-ativa e atualíssima reciclagem de aprendizado aos profissionais presentes, bem como elucidações básicas para os demais participantes.
 
A enfª Márcia Frigério, encerrou o evento apresentando as ações e propostas do Programa Municipal de Hepatites, o que ratificou a sensibilidade e de sua equipe técnica, para o enfrentamento da questão, enfatizando o organograma que conta com uma equipe multidisciplinar, fator de suma importância para uma assistência adequada e digna. 
 
 
Jeová Pessin Fragoso
Presidente do Grupo Esperança
Pela Diretoria e Corpo de Voluntários






Capa |  AGENDA  |  HEPATITES VIRAIS  |  LEGISLAÇÃO  |  PREVENÇÃO  |  TRANSPLANTE  |  TRATAMENTO
Busca em

  
148 Notícias